Knowledge, skill, labor

Complementando o post anterior, publiquei há pouco a segunda parte do texto (em inglês) que elaborei a partir da residência em Nantes. Está disponível no Medium com o título Knowledge, skill and labor. Ao contrário do texto anterior, que se limitava a uma leitura mais pessimista sobre a revolução industrial, este começa a construir uma proposta de ação. Ainda tem uma perspectiva crítica e alguma desesperança, mas aponta caminhos para escapar a alguns dos impasses contemporâneos – em particular, como não será novidade aqui neste blog, a aproximação entre a cultura “neo-maker”, os consertos, o artesanato e a fabricação em pequena escala. Hoje eu ainda acrescentaria os serviços ambientais em escala humana e a economia solidária. E reafirma a necessidade de se criarem espaços nos quais o imprevisível possa acontecer, como venho propondo há alguns anos.

View story at Medium.com

Se algumas coisas se encaixarem, vou tentar articular estes dois textos com algumas coisas anteriores e mais reflexões que persegui quando estava na Alemanha. A ideia é compor mais um livro. Mas as condições ainda não se apresentaram. Jogo ao vento para ver se surgem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s